Oficina de Sensibilização e Experimentação em Itamaracá

Queridos leitores deste humilde blog, divulgo mais uma iniciativa boa!

O conteúdo veio daqui!  http://yzakius.org/blog/?p=125

Oficina de Sensibilização e Experimentação em Itamaracá

Nov.20,2012

Entre os dias 22 e 26 de outubro estive na ilha de Itamaracá (município de Pernambuco) realizando uma oficina de inclusão digital no Telecentro do Centro Marista Itamaracá.

A oficina, que recebeu o nome de Oficina de Sensibilização e Experimentação em Telecentros, teve como objetivo a aproximação do gestor, dos colaboradores e da comunidade com o telecentro, sob uma perspectiva da inclusão digital além do simples acesso, tomando como temáticas: meio ambiente, consumo, tecnologias sociais, apropriação crítica de tecnologia, software livre entre outros.

Primeiro Dia

Foram duas turmas, uma pela manhã e outra à tarde. Iniciamos com uma dinâmica chamada “Quem sou eu?”, nela, os/as participantes escreveram e responderam as seguintes perguntas:

Quem sou eu?
O que eu quero ser?
O que farei para conseguir chegar lá?

Após escrever, todo mundo foi “desafiado” a falar sobre o que tinha escrito. Muita gente falou, o que foi bem legal. Com isso pude conhecer um pouco das pessoas que estavam ali. Tinha a pedicure que queria ser podóloga, uma professora só com magistério que queria fazer pedagogia, uma pessoa que estava morando na ilha em busca apenas de sossego… O interessante é que de 35 pessoas, apenas umas 3 queriam trabalhar com informática.

Continuamos, mapeando gostos, saberes, sonhos e práticas. Trazendo a visão de que o computador não é um fim, mas um meio de conseguirmos ampliar o que queremos. Falamos também sobre consumo, obsolescência e desconstrução de tecnologia.

Montagem de um mural de tags com gostos, práticas e conhecimentos de todos.

Segundo Dia

Seguimos conversando sobre tecnologia, inserindo agora o contexto da inclusão digital no Brasil. Falei sobre os programas como Computadores para Inclusão, CRC, Telecentros.BR entre outros. Mostrei alguns casos e especificidades das regiões.

Terceiro Dia

Convidei Marcos Egito, que trabalha comigo no CRC Recife e também faz parte dos coletivos metareciclagem, robô livre, robótica livre e PE Livre. Egito ministrou uma oficina de robótica livre, onde levamos sucatas de informática e colocamos numa mesa.

Sucatas sobre a mesa.

A experiência foi fantástica! No início algumas pessoas estavam com receio de mexer nos componentes, mas depois de uns minutos, todo mundo estava brincando em desmontar e remontar peças, usando solda, leds, fios e motores.

“Nunca pensei que soldar fosse tão fácil. Sempre vi meu marido soldando e nunca chegava perto”. – Uma participante que tinha lá seus quarenta anos.

 

Mulheres soldando.

Quarto Dia

Aproveitamos o conhecimento gerado no dia anterior e conversamos sobre compartilhamento de informação. Aí colocamos como tempero conhecimento livre, conhecimento popular, software livre e construções em rede. Mostrei a experiência de outras pessoas em outros lugares do Brasil como o Drone de Santos e o Bailux.

Participantes escrevem no quadro o que acham.

Quinto Dia

Em rápida pesquisa aproveitei para mostrar a ilha de Itamaracá vista de cima! Grande parte da turma nunca tinha visto o google maps ou o open street maps. Ficamos brincando de olhar mapas, caminhar por eles, achar endereços, etc.

Onde estamos?
Onde moramos?
É longe?
Onde meu vizinho mora?

Finalizando a oficina conversamos sobre cidadania e ativismo.

Como a tecnologia pode me ajudar e ajudar minha cidade?

Finalizamos com uma avaliação geral. Muitas pessoas ficaram interessadas em ser monitores e monitoras do telecentro. Isso me deixou bastante feliz.

Gostaria de agradecer o apoio de Marcos Egito, Michel, Esmeraldo, Juliana Maria, Ilka e João que estiveram comigo trocando e colaborando.

Agradeço também a Maira Begalli e Dalton Martins pelo apoio na construção do conteúdo da oficina. É muito bom poder contar com pessoas que admiro.

Agradeço ao CRC Recife e ao Centro Marista Itamaracá pela abertura de espaços para estas práticas.

obs: o Telecentro do Centro Marista Itamaracá faz parte do programa Telecentros.BR. O telecentro encontra-se instalado, porém sem monitores bolsistas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s