Começo

Oi!

Faz um bom tempo que não escrevo nada por aqui, não posto nada, …

Enfim vivemos um momento de tantas redes, tantos gestores de conteúdo, de repente a internet deu um salto que não sei como muitas pessoas que eu tento acompanhar conseguem, acho que elas não tem mais vida, ou quem sabe a casa virou o trabalho, elas tem um espaço onde dormem, sei lá!

Você já parou para observar que mesmo as pessoas que criticam o uso excessivo do smartphone, estão vitimadas a usá-lo desse forma?

Hoje grande parte das coisas que fazemos circula em um grupo, em algum aplicativo de mensagens instantâneas, e com isso acabou seu horário de descanso, a todo momento te uma mensagem considerada urgente, que você precisa responder, tem pessoas que é mais fácil ela responder uma mensagem que atender uma ligação!

Conheço pessoas que conhecem meus hábitos na rede, que horas eu uso mais o Instagram, quanto tempo levo para responder o WhatsApp, qual o período que visito o Facebook, …, mas desconhece o Eu que verdadeiramente sou, e me julgam sem parâmetros da persona, que realmente sou. É preciso entender que temos vários persona, que agem e interagem diferentemente, em diferentes locais, situações e diante de outras personas que as pessoas tem.

Bom a verdade é que nas últimas semanas me venho pensando em voltar a atividade, uma vez que posso fazer isso como estou fazendo agora, saindo da tetra do nunca e indo pro trabalho (ou seja, no ônibus, usando o smartphone), talvez ninguém nunca leia, bom se você leu até aqui e quiser comentar fique a vontade.

Estou escrevendo este post, para dizer que estou de volta, que vou organizar melhor o visual do blog, que pelo menos uma vez na semana vou escrever algo, da minha prática, das diferentes personas que coabitam em mim, sobre os projetos e valores que acredito, sobre coisas que acho interessante e desinteresse, também vou compartilhar minhas aquarelas e fotografias, em fim!

Aqui serei eu beleza!

Bom obrigado por te lido, comenta alguma coisa se quiser, pode propor algo que vc queira que eu escreva …

Te mais !

Bianca Close

Postado aqui no blog para que o povo que não é de facebook veja !

Quem me conhece sabe que não sou de facebook, tem muita gente ilhada aqui nesse troço que também serve pra garantir o cuscuz de cada dia!

Bom mas eu quero compartilhar esse posta da amiga Bianca Pimentel, não foi por acaso que eu, que vim responder a uma mensagem … acabei lendo ele …

Aho!

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, close-up e área interna
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Nenhum texto alternativo automático disponível.


Bianca Pimentel
adicionou 4 novas fotos sentindo-se agradecida em Parque Treze de Maio.

Bianca Close é uma mulher trans que mora no Parque 13 de maio, no bairro de Santo Amaro aqui no Recife. Uma guerreira forte que (sobre)vive à beira do contexto social sem desfrutar de oportunidades e privilégios. Bianca é muito especial pra mim e não é só pela coincidência dos nomes.

Certo dia tomando umas com amigas e amigos na rua Mamede Simões (entorno desse parque), nos vimos obrigados a encerrar a noite bem no meio dela. As 2 horas da madrugada os bares encerram e você vai pulando de galho em galho até nenhum deles te vender mais nada. A rua fica um breu e só te resta se virar no deserto. Acho péssimo isso pra essa cidade que quer ser a capital mais multicultural-interplanetária- cosmopolita-fodástica em linha reta do mundo. Mas isso é outro assunto.

Quando chegamos no carro cadê ele pegar? Cadê gente na rua? Cadê a bateria do celular funcionando? Voltamos na Mamede pra pedir ajuda e o único bar ainda com a porta aberta lamentou muito não poder nos ajudar em nada. Fazer o que né? Voltamos pro carro e nosso amigo teve a brilhante ideia de sair em busca de salvação. Ficamos eu e a amiga esperando dentro do carro… (sem comentários pra nossa atitude nada inteligente…) Baixamos os bancos, nos escondemos o máximo que deu e colocamos os retrovisores devidamente alinhados pra termos uma visão geral da roubada que nos metemos. Ela vigiando um retrovisor, eu o outro. O medo tomou conta geral e o que a gente mais temia aconteceu… De repente surgem duas almas sebosas em direção ao carro. A gente se tremia e só lembro de dizer: – abre a porta e corre!!! Corremos muito. E eis que surgiu esta mulher gritando: “ninguém mexe!!! Aqui quem manda sou eu!! E botou os dois pra correr. Nos agarramos nela como quem se joga nos braços de uma mãe! Choramos, respiramos, voltamos fechamos tudo e enquanto o gênio da lâmpada não voltava, nos sentimos acolhidas, seguras e amadas. Ela contou sua vida dura e amarga com um sorriso largo no final de cada frase, pra gente não se sentir mal por ela. Rimos muito também. E não acaba por ai… Falando como foi seu dia contou-nos que mais cedo uma mulher e dois jovens a salvaram com uma pouca grana, mas que foi o que segurou ela de pé o dia todo. Quando ela disse isso, de pronto lembrei da minha mãe dizendo: – conheci uma Bianca trans na rua hoje. Vou separar umas coisas pra ela.

Oi??? Como assim? Bianca Close – essa translinda – conheceu minha mãe e meus filhos antes de me salvar nessa noite horrível. Eles salvaram ela de manhã. Ela me salvou a noite. Alguns dirão que é coincidência, mas eu não acredito. Minha GRATIDÃO ao universo por sempre me proteger e colocar pessoas maravilhosas no meu caminho é sem tamanho. Só aumenta a certeza de que estamos todos conectados. Nunca esquecerei essa noite. Nunca esquecerei essa mulher foda! Valeu Bianca!!

Ontem reencontrei minha anja da guarda! Minha melhor xará! Fiquei mais feliz do que já estava comemorando mais um projeto aprovado no Funcultura, junto com minha amiga querida Ana Araujo no projeto OS PANKARARU – Identidade e Memória. Foi só alegria! Tirando o fato amargo, claro, que depois das 2 horas da manhã a gente roda, roda, roda e acaba em casa bebendo água. kkkk

Aproveito o desabafo (mais que necessário) pra dizer que Bianca tem muuuitos amigos na cidade e que existe uma vaquinha online rolando pra ajudá-la na construção de uma casa. Ela foi pras ruas pq sofre perseguição constante do próprio irmão homofóbico, uma situação que beira uma grande tragédia.

Segue o link: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/save-bianca A campanha encabeçada pelo produtor Marcos Castro vem pra ajudar a tirar Bianca das ruas e encerra em 01/03/2018. Bora ajudar?

E quem não puder ajudar com grana, tem outras formas de colaborar: Colchão/lençol (ela dorme literalmente no chão), produtos de higiene, roupinhas (gosto de blusinhas e shorts jeans. Não uso saia nem vestido), Maquiagens são super bem vindas! Sandália e tudo mais que você achar que pode ser útil pra nossa amiga. Tô fazendo uma geral aqui nas minhas roupas e coisas pra levar pra ela. Também vou dar de presente um isopor enooorme, pra ela vender cerveja no carnaval! E é só chegar no 13 de maio e procurar por ela. Aproveita e conversa um pouco. Estamos tão acostumados a só falar de nós mesmos… A escuta é um dom que precisamos treinar. Muito obrigada por ter conhecido (e ter sido salva) por uma pessoa tão humanizada e consciente e que merece ser muito feliz. #savebianca

Duas Biancas juntas tinha que dar em textão, né?! 🤭😍😘

Pra ela: https://www.youtube.com/watch….

Re- Post: prips – geração de endereços IP

prips – geração de endereços IP

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 17 de julho de 2017

O aplicativo prips é uma ferramenta que pode ser usada para gerar os números de todos os endereços IP para uma determinada faixa. Um exemplo de uso é quando se precisa fazer uma consulta sequencial a uma determinada faixa de números IP, com diversos comandos, como whois, ping, etc.

Alguns exemplos extraídos da documentação:

1. Exibe todos os endereços em uma subrede reservada:

  prips 192.168.32.0 192.168.32.255

2. O mesmo resultado obtido acima, porém usando a notação CIDR:

  prips 192.168.32/24

3. Exibe apenas os endereços utilizáveis em uma subnet reservada classe A, utilizando um espaço em branco ao invés de uma quebra de linha como delimitador (saída muuuuito longa):

  prips -d 32 10.0.0.1 10.255.255.255

4. Exibir os endereços de quatro em quatro em um bloco:

  prips -i 4 192.168.32.7 192.168.33.5

Sintaxe

prips [-c] [-d delim] [-e exclude] [-f format] [-i incr] start end
prips [-c] [-d delim] [-e exclude] [-f format] [-i incr] CIDR-block

Instalação

Para instalar em sistemas Debian GNU/Linux e derivados, digite:

  sudo apt-get install prips

Hangout Online e Gratuito Escola Linux – Desvendando o Shell Script

Por Julio Cezar Neves

Data de Publicação: 16 de Julho de 2017

No dia 19/07 farei um hangout somente sobre Shell que começará as 20:00h até mais ou menos as 21:00h ou até acabarem as perguntas. Isto é, só acabará quando se encerrarem as dúvidas.

Reserve já a sua vaga para este webinar gratuito

Dicas-L: Uma dica por dia desde 3 de março de 1997
As mensagens da lista Dicas-L são veiculadas diariamente
para 20534 assinantes.
Newsfeed RSS: http://www.dicas-l.com.br/index.xml

Palestra apresenta distribuição Trisquel GNU/Linux: Uma distribuição 100% Livre no FISL17

fisl17.jpg

Na segunda manhã do #FISL17, apresentei a palestra intitulada Trisquel GNU/Linux: Uma Distribuição 100% Livre. Trisquel GNU/Linux é um projeto iniciado pela Universidade de Vigo, na Espanha, que fo…

Fonte: Palestra apresenta distribuição Trisquel GNU/Linux: Uma distribuição 100% Livre no FISL17